sábado, 29 de dezembro de 2012

2012

2012 foi um ano positivo, com muitas mudanças à mistura.

No inicio do ano, comecei a ter coaching com o João Vieira e é justo que comece este resumo com esta referência. Foi uma experiência bastante enriquecedora, o João é, sem dúvida, top 10 dos regs de MTT's, tem um pensamento bastante à frente dos adversários, uma mentalidade vencedora fortíssima. Assim, desde já, tenho a dizer que todos os que pretendem dar o salto para medium/high stakes devem pensar em investir nestas aulas.

Voltando ao ínicio, comecei 2012 com uma descida acentuada de stakes devido a uma downswing longa e profunda. Foi um caminho bastante longo e árduo mas não há nada mais saboroso do que ultrapassar uma dowswing. Em Fevereiro comecei a recuperação, Março foi um bom mês e em Abril consegui, finalmente, atingir novo pico.

Pelo caminho, houve uma viagem a Deauville, para jogar o EPT, com o pacote ganho na TLB do Portugal Poker Series. Esta NÃO foi uma experiência bonita. Em Deauville, para além do ME, joguei mais 5 torneios e apesar de ter feito FT num 330€ Turbo, o saldo foi francamente negativo. Se a tudo isto, acrescentar as flips de jantares com os run goods do Norte, foi, sem dúvida, uma viagem penosa.

Aproveitando a referência a torneios live, esta foi uma área em que investi bastante pouco em 2012. Joguei 3 etapas do Estoril, o ME do Solverde e o EMOP no Estoril. Os resultados foram um zero bem redondo, sendo que apenas fiz deep run na etapa especial do Estoril e no ME Solverde.

Voltando ao online, Maio trazia os SCOOP e o regresso aos buy ins a que estava habituado dos últimos meses de 2011. O mês foi bom mas escassearam resultados no SCOOP, tirando os last 100 do 100R turbo e do 215$ SuperKO.

Em Junho tive a primeira e quase única pausa mais prolongada no grind, voltando em força em Julho, com a vitória no Big 162$ logo a abrir. A verdade é que o resto do mês correu extremamente mal e fiquei praticamente even. Já Agosto, um mês tão importante por ter sido o mês de tomada de decisões fulcrais na minha vida, acabou por ser o pior de sempre e acentuou drasticamente a trajectória descendente vinda do mês anterior.

Setembro é mês de WCOOP por excelência, e apesar dos resultados terem sido muito reduzidos, tive a primeira experiência de fazer FT de um major. Gostei bastante da forma como joguei o dia 2 do torneio, sendo que na FT estive muito card dead e dificilmente teria dado para fazer melhor. Ainda assim, o 6º lugar final parece mais amargo do que realmente foi, porque terminei o torneio com sensação de dever cumprido.
A bracelete esteve perto mas acredito que mais oportunidades surgirão.

No entanto, o melhor estava para vir. Outubro foi um mês bastante bom, em boa parte devido ao 2º lugar no Bigger 22$, resultando no meu melhor mês de sempre, em resultados.

Novembro e Dezembro foram meses relativamente positivos, havendo a registar o facto de começar a jogar em mais sites, começando pela Full Tilt e, posteriormente, na PokerStars.FR. Ainda assim, este reinicio de actividade da Full Tilt está a ser decepcionante, pois esperava muito mais acção, fields mais tentadores e prémios mais interessantes. A realidade é que praticamente todos os MTTs que jogo na Full Tilt durante a semana têm fields inferiores a 200 jogadores. Ao Domingo, o cenário altera-se e existe um leque relativamente rico de torneios interessantes. Na PokeStars.FR comecei a jogar há pouco tempo mas estou a gostar imenso. Apesar de também ter poucos torneios com prémios apelativos, existem 5/6 torneios diários com muito valor e fields absurdamente tentadores.

Em resumo, terminei o ano com um pecúlio de 171 FT's, nas quais obtive 33 vitórias, com destaque para o The Big 162$, 22$ 1R1A, Hot 44$, 265$ KO, o 1$R 3x turbo e um 109$ na FTP. Para além destas vitórias, há a destacar o 2º lugar no The Bigger 22$, no The Big 27,5$, dois no 50$R, no Hot 33$, Hot 75$ e no 163$ da FTP; 3º lugar no Hot 44$ e Hot 55$, no Sunday Mulligan e no The Big 109$; 4º lugar no 100$R; dois 5º lugares no The Big 162$; o 6º lugar no WCOOP 320$ 2xChance; por fim, 9º lugar no Sunday Special da Stars.FR.

Ainda assim, os resultados em high stakes continuam a deixar algo a desejar, principalmente ao Domingo. Neste ano, nos majors de Domingo, não consegui melhor do que last 100 do Sunday Million e Warm Up, last 30 do 100$R, last 40 do 2nd Chance e last 20 do Sunday 500. Era bonito que daqui por um ano viesse aqui escrever que esta tendência tinha mudado.

Neste ano, para além de um salto qualitativo no meu jogo, ganhei também mais rotinas e alguns hábitos mais saudáveis, que ainda assim precisam de ser melhorados substancialmente em 2013, constituindo este um dos principais objectivos para o ano que está a chegar. Ainda assim, estou ainda bastante longe de onde quero chegar e, sem dúvida, que ainda tenho um largo caminho a percorrer. Ao longo deste ano, experimentei uma mudança de mentalidade, deixando alguns vícios e dogmas de lado, sendo que outros apareceram. Sinto que o meu jogo em fases decisivas ainda está longe do ideal e que isso se reflectiu em perda de valor considerável.

A terminar este balanço do ano, tenho que referir a importância dos meus colegas de escritório, no qual me integrei com grande facilidade e que têm desempenhado um papel fundamental em termos de métodos de trabalho e rotinas, para além do óbvio apoio, tanto em deep runs importantes como em fases menos boas.

Em 2013, tenho o objectivo de trabalhar mais e melhor, de forma a ultrapassar a distância que tenho para os melhores reg's. Isto só se consegue com muito mais trabalho fora das mesas, que terá que ser aliado a uma vida mais saudável. Sendo assim, e tendo em conta o volume algo doentio que coloquei este ano, é possível que este desça um pouco. Ao nível de stakes, não espero grandes mudanças, pois dentro dos horários que jogo, são poucos os torneios de buy in mais elevado e com bom valor que eu não estou a jogar neste momento.

Na vertente live, penso que não irá diferir muito de 2012. Não planeio jogar muitos torneios, para além dos ME em Portugal, sendo que em Janeiro estou a pensar ir jogar a Madrid o Estrellas Poker Tour. Outros planos só poderão surgir de acordo como for correndo o ano.

Resumidamente, e tal como em todos os outros anos, quero mais e melhor de 2013. Um bom ano para todos!

4 comentários:

nezzi77 disse...

boas

grande ano i guess carlos!pena akela ft...

de resto ve-se a evoluçao a cada sessao!

pro ano aposto na gloria!

bom ano de 2013 carlos e acima de tudo muita saude!!

abraço

P.S(o scp e o nosso grande AMOR)

André Coimbra disse...

Muitos parabéns pela evolução!

Um feliz ano novo e que 2013 seja ainda melhor :)
[]

N u N o disse...

Desejo-te um excelente 2013. Uma das maneiras q tens de melhor a tua sáude é aproveitares o passeio marítimo q temos em Alhandra :)

guto15 disse...

GG Carlos e GL para 2013! ;)